Ouça agora na Rádio

N Notícia

Ex-desafiante e comentarista do UFC alerta para falta de motivação de Aldo

FOTO: © Steve Marcus/AFP

Ex-desafiante e comentarista do UFC alerta para falta de motivação de Aldo

Kenny Florian diz que manauara precisa mostrar nova postura na volta Redação /Superesportes

Todas as informações compartilhadas são do portal de notícias esportivas SUPER ESPORTES, acesse ao site!
 
 
José Aldo tem retorno marcado para o UFC on Fox 26, em 16 de dezembro, na cidade canadense de Winnipeg, diante de um velho conhecido: Ricardo Lamas. O ex-campeão peso pena, que perdeu o cinturão para Max Holloway, buscará a recuperação para mirar novamente o topo da divisão até 66kg. Mas o lado emocional será determinante para a volta por cima do manauara. Pelo menos na visão de Kenny Florian, ex-desafiante do brasileiro e que trabalha como comentarista do Ultimate Fighting Championship.
 
Florian considera que Aldo demonstrou falta de foco e parecia disperso na derrota para Max Holloway. O brasileiro recuperou o cinturão depois que Conor McGregor se fixou na categoria dos leves, onde também se transformou em campeão. Mas o manauara foi batido de forma contundente pelo havaiano, com nocaute técnico no terceiro round, frustrando os fãs no Rio de Janeiro, em junho deste ano, no UFC 212.
 
Kenny Florian disse que Aldo precisa mostrar que ainda pretende recuperar o cinturão, no reencontro com Ricardo Lamas – adversário batido pelo manauara no UFC 169, em Newark (EUA), em fevereiro de 2014. “Para Aldo, essa vai ser uma luta interessante. Você ainda está motivado para lutar? Você ainda quer lutar e fazer um show? Principalmente contra um cara que ele já venceu, vamos descobrir rapidamente o que o José Aldo quer. Se ele realmente quer voltar ao topo da divisão”, avaliou o comentarista em seu próprio podcast, The Anik & Florian.
 
Florian apontou a queda de produção de Aldo como a principal causa da derrota para Holloway. E vê o lado emocional como grande culpado. ““Essa é a grande questão para mim. Mesmo que ele tenha ganhado majoritariamente o início da luta contra Max Holloway, quando o confronto começou a se desenrolar, parecia que José Aldo tinha perdido o interesse”, declarou.
 
“Ele parecia um pouco entediado, como se não quisesse trabalhar duro como ele normalmente faz. Holloway tirou a motivação dele, o pressionou, o fez recuar e o destruiu mentalmente até conseguir bloquear todas as habilidades de Aldo. Foi lindo de ver”, frisou o comentarista, que foi desafiante de José Aldo no UFC 136, em 2011, em Houston, e foi batido por decisão unânime na disputa de cinturão dos penas. 
FONTE: SUPER ESPORTES
Link Notícia