Ouça agora na Rádio

N Notícia

MPE afasta promotor que desacatou policiais no Nortão; procurador-geral virá em Sinop

FOTO: Reprodução

MPE afasta promotor que desacatou policiais no Nortão; procurador-geral virá em Sinop

A assessoria do Ministério Público Estadual confirmou, ao Só Notícias, que foi revogada, ontem, a portaria que designou o promotor de justiça substituto, Fábio Camilo da Silva, para atuar em Guarantã do Norte (240 quilômetros de Sinop). Além disso, também foi marcada uma reunião extraordinária do Conselho Superior do Ministério Público, esta manhã, para discutir a situação do servidor. Após esta reunião, o procurador-geral de Justiça, Mauro Curvo, virá a Sinop para verificar a situação. O promotor foi encaminhado à delegacia da Polícia Civil de Guarantã após reagir com violência e desacatar policiais militares durante uma abordagem da equipe, no último sábado à tarde. Ele foi filmado e gerou uma grande repercussão na capital e interior. O promotor estaria supostamente embriagado. Em determinado momento do vídeo, ele chega a tirar o quepe do policial e jogá-lo ao chão. Ele estava dirigindo um veículo na BR-163, na saída para Matupá. O promotor ainda é acusado de ter desentendimento com duas pessoas no hotel onde está hospedado. Ele teria ordenado que saíssem do local. O promotor ainda teria ido até a sede da TV Imigrantes, usando toga, e quebrado a porta de vidro temperado. Novamente, a Polícia Militar foi chamada e soldados foram ao local. Ele foi internado primeiramente no hospital de Guarantã e precisou ser sedado, no último domingo à tarde. Na sequência, houve um pedido do Ministério Público Estadual para que ele fosse transferido para uma unidade médica de Sinop. No entanto, ele voltou a apresentar surto de agressividade após internação no Hospital Regional de Sinop, ontem de madrugada. Segundo informações do boletim de ocorrências, na sala clínica da unidade, ele teria acordado por volta das 2h30 após passar o efeito do sedativo e dos remédios intramusculares e intravenais. O medicamento foi aplicado para conter o descontrole e agressividade dele. Consta no documento policial, que após encerrar o efeito da medicação uma equipe da Polícia Militar precisou ser acionada novamente. Fábio teria conseguido se soltar das amarras que o seguravam à maca. Após isso, voltou a ser agressivo, apresentava fala evasiva e com diálogos sem sentido. Uma equipe de enfermeiros e os militares o contiveram e houve aplicação do sedativo. Ele foi deitado em um maca e adormeceu por volta das 4h30. O atual estado de saúde dele não foi revelado.

FONTE: Só Notícias/Cleber Romero e Alex Fama
Link Notícia